Publicado pela Intrínseca em 2020, A guerra pela Uber, do premiado jornalista Mike Isaac, inspirou a primeira temporada da nova série antológica do Paramount+, Super Pumped: A batalha pela Uber. A estreia acontece nesta quinta-feira, 12/05, quase três meses após o lançamento nos Estados Unidos. Nesta primeira leva de sete episódios, a trama acompanha a conturbada trajetória da Uber, start-up capitaneada pelo polêmico Travis Kalanick, vivido por Joseph Gordon-Levitt (500 dias com ela). Uma Thurman (Kill Bill) e Kyle Chandler (Friday Night Lights) também estão no elenco. Com Brian Koppelman e David Levien (Billions) na produção executiva e roteiro, cada temporada vai explorar casos que afetaram profundamente o mundo dos negócios.
 
No livro, Mike Isaac detalha a ascensão e queda da gigante de tecnologia em um cenário de rápidas mudanças no Vale do Silício. O autor relata as batalhas da empresa com associações de taxistas, a cultura tóxica em seus escritórios e as táticas de guerrilha para destruir qualquer obstáculo que impedisse o domínio do setor, além de traçar um perfil de Kalanick e trazer à tona as maquinações que acabaram levando à sua derrocada.
 
O funcionamento lícito do Airbnb nos Estados Unidos incentivou o agressivo cofundador e ex-CEO da Uber a apostar em uma plataforma de compartilhamento de caronas. Só que a possibilidade de cidadãos comuns transportarem outras pessoas pela cidade por dinheiro desencadeou uma série de problemas. Em primeiro lugar, havia normas que proibiam alguns serviços da start-up. Além disso, mexer nessas regras comprometeria o relacionamento dos legisladores com os taxistas e representantes do sindicato de transporte, base eleitoral deles.
 
Polêmicas à parte, a Uber mudou a forma como as pessoas se deslocam, o que impactou, em um curtíssimo espaço de tempo, o funcionamento das cidades. Fundada em 2009, a Uber Technologies atua hoje em mais de sessenta países. Apoiada por bilhões de dólares de capital de risco, a empresa nasceu com a promessa de provocar uma grande revolução. Combinando avanços tecnológicos com a agressividade e a arrogância de Kalanick, a start-up não apenas desafiou um sistema tido como antiquado, mas também deu um golpe mortal de profundas repercussões em diversos setores.
 
Com base em centenas de entrevistas com funcionários atuais e antigos da companhia, além de documentos inéditos, A guerra pela Uber é uma história de ambição e mentiras, riqueza obscena e mau comportamento que explora como a inovação tecnológica e financeira culminou em um dos períodos mais catastróficos da história corporativa americana.

Foto: Anastasiia Sapon

MIKE ISAAC é jornalista. Premiado por sua cobertura de economia e negócios, escreve sobre Uber, Facebook e outras gigantes da tecnologia no The New York Times. É formado em literatura inglesa pela Universidade da Califórnia e atualmente mora em São Francisco, Estados Unidos.

A GUERRA PELA UBER, de Mike Isaac

Editora Intrínseca
Tradução: Alexandre Raposo, Bruno Casotti e Leonardo Alves
Páginas: 464
Livro impresso: R$ 59,90
Ebook: 39,90


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.