Chef Abdo Vila Nova buscou referências no dia a dia dos Nordestinos

A cozinha brasileira ganha novas interpretações no novo cardápio do restaurante Castelus, localizado na área externa do Instituto Ricardo Brennand, na Várzea. A casa apostou em insumos populares, revisitados através de técnicas internacionais e apresentações sofisticadas. O menu, assinado pelo chef Abdo Vila Nova, passeia por releituras e referências afetivas que promete agradar paladares.

De entrada, a Coxinha de Charque (R$ 34,00) tem massa feita com feijão verde e, para acompanhar, uma fonduta de queijo coalho. O Pastel de Chambaril (R$ 9,00) também é uma feliz surpresa com recheio bem suculento. Já as Texturas de Queijos do Nordeste com Embutidos Ecológicos (R$ 66,00) reúnem noisete de coalho com geleia de pimentões, queijo de cabra da fazenda de Ariano Suassuna com gel de maracujá, queijo manteiga selado com teriyaki de mel de engenho, salame e presunto curado, que pode ser servido com pão caseiro ou chips de batata doce.

Crédito: Divulgação

O Chambaril volta a figurar nos pratos principais com uma combinação de arroz do sertão, ragu de chambaril, osso de tutano, limão e tuile de milho (R$ 42,00). A Paleta no Cajueiro (R$ 52,00) também reúne delícias na receita. O Medalhão de Paleta de Cordeiro vem com roty de caju, farofa de castanha, mousseline de batata doce e pó de hortelã. Entre os pescados, destaque para o Bacalhau Favado (R$ 75,00): lombo de bacalhau servido na fava crocante, espinafre, coulis de pimentão, mousseline de cebola negra e ovo poché.


Crédito: Divulgação

O menu também ganhou reforço nos frutos do mar. O Camarão Escudeiro, que pode vir acompanhado de massa artesanal (R$ 102,00 para duas pessoas) ou linguine de pupunha (R$ 120,00 para duas pessoas), é puxado com requeijão artesanal e tomates com salame orgânico Yaguara. A Paella Recifense, que serve até três pessoas (R$ 148,00), é montada com charque refogada, cordeiro, mexilhões, lula, marisco, camarão, pernil de lagosta e frango, cozidos na água e no leite de coco, com arroz, açafrão, pimenta de cheiro e lascas de coco verde natural.

Nas sobremesas, as surpresas ficam por conta do Pomar de Chocolate (R$ 26,00). Um grand bombom de chocolate com camadas de ganache meio amargo, acompanhado de creme de cupuaçu, toffee de cajá, doce de acerola e folhas aromatizadas de chocolate, tudo isso sob terrinha negra de biscoito. A releitura de Arroz Doce (R$ 24,00) também promete mexer com os sentidos e a emoção. O prato vem com três tipos de arroz em texturas diferentes (arroz doce arbóreo, torresmo de arroz japonês com canela e pipoca de arroz negro), acompanhado de sorvete de doce de leite. Já a tradicional Cartola vem dessa vez com caju substituindo a banana (R$ 25,00), fatiado e grelhado, servido sob queijo de manteiga com casquinha quente, doce de caju, farofa de castanha com canela e sorvete de castanha. Por fim, para maiores de 18 anos, o Caipi (R$ 20,00) oferece um generoso sorbet de limão siciliano e cachaça envelhecida, sob farofa de biscoito de rapadura.


Crédito: Divulgação

Opções vegan e executivos – Em paralelo ao lançamento do cardápio, o Castelus também oferta o menu Executivo Imperial (R$ 49,90). De terça a sábado é possível encontrar uma opção de menu fechado, com entrada e sobremesa do dia, mais um prato principal. Na terça-feira a sugestão é o Charque na Manteiga de garrafa com arroz de jerimum e palha de batata doce. O Cupim ao Molho Demiglace é garantido na quarta-feira e vem acompanhado de macaxeira na manteiga de garrafa, vinagrete de maxixe e farofa de rapadura. Na quinta-feira é a vez do concorrido Picadinho com Farofa de banana, ovo e arroz de coentro. Por fim, na sexta, a Tilápia com Molho de Moqueca com vinagrete arretada e arroz crocante encerra a semana. Para o público vegano, as opções são a Moqueca de Banana e Caju (R$ 48,00), guarnecida de Arroz do Sertão e farofa de dendê; e o Risoto de Beterraba (R$ 48,00) com refogado de cogumelos e alho-poró.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *