Exercícios físicos são essenciais para a reabilitação cardiovascular

Muito se fala sobre a importância da prática diária de exercícios na prevenção de doenças cardiovasculares. Porém, muitas pessoas ainda acreditam que, após um infarto do miocárdio ou outra intercorrência cardíaca, fazer atividades que exijam esforço físico está fora de cogitação, o que é um equívoco. Estudos comprovaram que o exercício supervisionado é altamente recomendado para o processo de reabilitação cardiovascular, com benefícios para o tratamento de longo prazo e para a qualidade de vida do paciente.

A rotina de exercícios, no entanto, deve ser orientada por uma equipe multidisciplinar, formada por médicos e profissionais de educação física qualificados para lidar com pessoas portadoras de doenças cardíacas. “Existe um protocolo de reabilitação cardiovascular que precisa ser seguido e que normalmente é dividido em quatro fases”, explica Inês Remígio, cardiologista e integrante do GEFE – Grupo de Ensino e Formação em Ergometria de Pernambuco.

Segundo a médica, a primeira fase vai da ocorrência de um evento cardíaco (infarto, por exemplo) até a alta hospitalar. As fases dois e três têm como objetivo possibilitar que a pessoa volte para a sua vida social e adote um estilo de vida mais saudável. A fase quatro compreende a manutenção dos exercícios e hábitos por toda a vida. Para cada fase, os profissionais de saúde deverão prescrever as atividades mais adequadas. Além disso, cada indivíduo é único em sua condição de saúde, que deve ser vista como um todo. 

Pioneiro – Para facilitar o acesso dos pernambucanos a um tratamento completo e de qualidade, os médicos cardiologistas Fátima Buarque, Inês Remígio, Carlos Eduardo Montenegro, Betty Maia, Valéria Lafayette e Danielle Batista, nomes à frente do GEFE – Grupo de Ensino e Formação em Ergometria, firmaram uma parceria com a academia Clube 17 e lançaram o Programa de Reabilitação Cardiovascular ClubeCor, o primeiro da Região Metropolitana do Recife. 

Formado por uma equipe multidisciplinar, com médios cardiologistas e profissionais de educação física, o programa oferece um acompanhamento personalizado e individualizado para cardiopatas, que também têm acesso à estrutura da Clube 17 para a realização dos treinos supervisionados. Interessados podem obter mais informações através do e-mail gefe_recife@hotmail.com ou na página oficial do GEFE no Instagram (@gefe_recife).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *