Evento, de 15 a 17 de agosto, reúne cardiologistas do estado no Hotel Armação 

A Sociedade Brasileira de Cardiologia – Pernambuco realiza, entre os dias 15 e 17 de agosto, a 28o edição do Congresso Pernambucano de Cardiologia. O evento, que irá reunir médicos, estudantes e outros profissionais de saúde, acontece no Hotel Armação, em Porto de Galinhas, em Ipojuca. As inscrições podem ser feitas no local do evento. 

O Cardio Pernambuco contará com debates personalizados, cursos, treinamentos e apresentações científicas sobre os assuntos mais importantes e as novidades no ramo da cardiologia. A expectativa da organização é que 500 participantes estejam envolvidos nas atividades do Congresso. 

A programação científica vem sendo preparada por uma equipe multidisciplinar formada por profissionais que são referência em sua área de atuação. O objetivo é criar um programa abrangente e inovador, que contemple veteranos e jovens profissionais, priorizando a aplicação das evidências científicas para a prática clínica. 

De acordo com o presidente do Congresso, Dr. Audes Feitosa, toda a programação será feita de maneira a integrar os principais departamentos e grupos, com o objetivo de dinamizar ainda mais o conteúdo. “Teremos a incorporação de atividades acadêmicas, com um congresso voltado para a graduação, além de inclusão à grade de aulas dos melhores temas enviados, com o objetivo de estimular o conhecimento e análise dos dados científicos locais”, afirma o médico. 

Os cardiologistas estão preocupados com a alta incidência de doenças cardiovasculares, afecções do coração e da circulação, já que representam a principal causa de mortes no Brasil, responsáveis por mais de 30% dos óbitos registrados. Para se ter ideia, a Sociedade Brasileira de Cardiologia informa que são mais de 1 mil mortes por dia, cerca de 43 por hora, 1 morte a cada 1,5 minutos (90 segundos). 

As doenças cardiovasculares causam o dobro de mortes que aquelas devidas a todos os tipos de câncer juntos e duas vezes mais que todas as causas externas (acidente e violência). 

A estimativa é que, ao final deste ano, quase 400 mil cidadãos brasileiros morrerão por doenças do coração e da circulação. Não é a toa que a abertura do Congresso deste ano será com a palestra “Infarto do miocárdio associado a choque cardiogênico” . A médica Deuzeny Tenório apresentará estudos clínicos sobre esta doença que já matou mais de 90 mil pessoas nos últimos 20 anos, de acordo com levantamento do Ministério da Saúde. 

Temas inéditos, como terminalidade e espiritualidade em UTI, também farão parte do evento deste ano. O cardiologista gaúcho Mário Borba vai falar sobre espiritualidade e resiliência no ambiente da terapia intensiva e a humanização no processo da morte. 

Serviço: 

28o Congresso Pernambucano de Cardiologia 

Data: De 15 a 17 de agosto 

Local: Hotel Armação, Porto de Galinhas, Ipojuca 

Informações: http://www.sbcpe.com.br/cardiologia 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *