Embarcação de Higínio Marinsalta cruzou a linha de chegada após 1h31m02s de prova

A embarcação Patoruzú, do comandante Higínio Marinsalta, conquistou o troféu Fita Azul da II Regata Prático Nelcy Campos, no último sábado (11). O barco foi o primeiro a cruzar a linha de chegada no Marco Zero do Recife, no início da tarde, na competição organizada pelo Cabanga e pela Flotilha Recifense de Veleiros de Oceano. O evento reuniu 20 participantes, número recorde em uma prova estadual neste ano.

A disputa pelo Fita Azul da Regata Prático Nelcy Campos foi acirrada e pouco mais de dois minutos separaram o Patoruzú do Phetixe, comandado por Edival Júnior, que ficou em segundo no tempo real. Mesmo sendo perseguida de perto, a embarcação de Higínio Marinsalta chegou na frente com 1h31m02s, contra 1h33m09s do oponente, para ficar com o título da competição e também da categoria Mocra Regata.

O Phetixe, no entanto, foi campeão na categoria RGS A. Já no RGS B, o Quarta-feira 17 Bis, do comandante Eugênio da Fonte, foi o grande vencedor. No Mocra Cruzeiro, o Aventureiro 3, de Hans Hutzler, superou os concorrentes para terminar na frente e também ser campeão.

A regata homenageia o prático Nelcy da Silva Campos, que há 31 anos salvou o Recife de uma tragédia, ao rebocar para alto mar um navio carregado de combustível em chamas e que poderia explodir o parque de tancagem do Porto do Recife e os bairros do Recife Antigo e Santo Antônio, além de atingir outros, como Santo Amaro, Brasília Teimosa e Pina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *