Surfistas profissionais, das categorias de base e os mais experientes participaram da segunda etapa do circuito estadual durante o segundo final de semana do Rota do Mar Surf and Music, na Praia do Borete-Cupe

O segundo fim de semana do Rota do Mar Surf and Music, realizado de 4 a 7 de julho, agitou a praia do Borete-Cupe, em Porto de Galinhas. Desta vez, Junior Lagosta (PE) foi consagrado campeão na categoria profissional, depois de fazer uma bateria de impressionante. Com um festival de aéreos, o surfista pernambucano chegou a fazer 3 ondas notas 10, descartando sua menor nota era um fantástico 9.5 para obter uma média perfeita e deixar seus adversários em combination ( quando há a necessidade de fazer duas notas para trocar as que já tem e que superem as do adversário). Nesse caso, aos adversários só restou tentar empatar com o surfista.

O Saqueremense Raoni Monteiro, que representou o Brasil durante muito tempo na elite do surf mundial, teve desempenho brilhante no Rota do Mar Surf and Music levando para casa três troféus. Além de ser campeão na categoria Master do Nordestino PRO no final de semana passado, ele foi campeão na categoria Master e Senior do Pernambucano PRO neste final de semana.  Já Romualdo Nascimento (PE) continuou dominando o circuito na categoria Long Board depois de enfrentar o irmão Reginaldo na final da categoria, confirmando a supremacia da família no estado. Os irmãos Nascimento têm vencido quase todas as competições que participaram nos últimos anos.

Outro destaque da competição foi a entrada da categoria Universitária para o circuito pernambucano. Dividida nas subcategorias Formandos, Formados e Feminino, a categoria incentiva o alto desempenho dos atletas dentro do mar, mas também nos estudos, reforçando o papel social natural do esporte. Na categoria Feminino Universitário, vitória de Duda Falcão (PE). Na categoria Masculino Formandos, Thales Luiz (PE) foi o vencedor. Na categoria Masculino Formados, o troféu foi para a Paraíba, nas mãos do veterano Paulo Germano. O jovem José Claudio, que andou se aventurando nas ondas de Fernando de Noronha no início do ano, acumulou no Cupe os títulos da etapa na categoria Sub18 e Sub16, deixando a Sub 14 nas mãos de Jonatas Rafael. Ambos são pernambucanos.

Falando em Fernando de Noronha, Caia Souza veio da ilha para vencer a categoria Kahuna contra surfistas como Fábio Quencas (PE), Michel Pontes (PE) e Armando Monteiro (PE), todos acostumados com as ondas do litoral de Ipojuca, mas que não conseguiram segurar a explosão e a força do Noronhense conhecido exatamente por estes dois atributos. Na Categoria SupWave, também de volta ao Circuito Pernambucano, confirmou-se mais uma vez o favoritismo de Carlos Chalaça (PE), que fechou sua média com o dobro dos adversários.

Os competidores da categoria Pro disputaram R$ 5 mil em prêmios, mais troféus e kits Rota do Mar. Nas demais categorias – Sub 14, Sub16, Sub18, Feminino Open, Long Board, Sup Wave, Master, Sênior, Kahuna, Universitário formandos, formados e feminino -, os vencedores receberam pranchas, blocos, kits de produtos Rota do Mar, além de troféus. O resultado completo da segunda etapa do Circuito Pernambucano de Surf Pro/AM e o ranking atualizado pode ser conferido no www.surfcore.com.br/system/2019/pernambucano/index.php?etapa=1&tab=3.

A terceira etapa do pernambucano acontece entre os dias 18 e 21 de julho, na Praia de Itapuama. Os campeões do circuito ganharão passagens para competir na primeira etapa do circuito de 2020, em Fernando de Noronha.

SUSTENTABILIDADE – No sábado, 6 de julho, a quarta edição do Rota do Mar Surf and Music abriu espaço para refletir sobre preservação do meio ambiente. A praça que fica atrás da pousada Recanto do Lobo foi o ponto de partida da ação Praia Limpa, da ONG Ecoassociados, que tem sede em Porto de Galinhas e realiza ações de educação ambiental no monitoramento em prol da conservação das tartarugas marinhas. Com apoio da Rota do Mar, a organização não governamental realizou uma ação de coleta e lixo ao longo do litoral de Porto de Galinhas. Das 8h às 13h, funcionários da ONG, estagiários e voluntários, recolheram 58,4 kg de resíduos. Durante o percurso, os participantes aproveitarão para orientar e conscientizar frequentadores e comerciantes da praia sobre a importância de não jogar lixo na praia tanto para a nossa saúde quanto para a vida marinha. Durante a manhã, 70 tartaruguinhas fizeram sua caminhada para o mar.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *