Fotos ganham nova roupagem com o uso de madeira

Oficina foi promovida no Museu do Mamulengo

A primavera além de ser a estação das flores é a temporada cultural do Instituto Brasileiro dos Museus (Ibram). E para celebrar este período, o Museu do Mamulengo Espaço Tiridá, localizado no Mercado Eufrásio Barbosa, realizou nesta sexta-feira (21.09), uma oficina inovadora. Desta vez, transformando a fotografia em MDF (madeira).

Papel ofício, imagens impressas, cola transfer, madeira e água foram elementos aplicados no processo de aprendizado dessa nova atividade. A professora do curso de Fotografia da Uninassau, Valéria Gomes, que estava à frente da oficina, mostrou técnicas para um olhar diferente do público. “Tudo o que se liga a arte e a fotografia sempre me realiza. Por isso que é sempre bom ter um olhar a mais para chamar atenção de alguém”, afirmou.

 

 

Os acadêmicos da instituição de ensino e alguns representantes do Espaço Tiridá vivenciaram a importância da cultura popular unindo as artes do museu e aprendendo as diversas maneiras de como a fotografia também é uma expressão artística.

“Nunca tinha visto esta possibilidade. É algo diferente mesclar fotografia e madeira e uni-las à arte. Algo que nos inspira e faz ampliar o nosso conhecimento e ter um outro olhar”, comentou o universitário Jamesson Alves.

“O museu é algo vivo e deve ser contemplado. Por isso, a oficina teve esse toque, fazendo com que pudesse colocar a técnica em prática. Eu me sinto realizado”, ressaltou o diretor do museu e professor, Luciano Borges