Estudantes disputam concurso de redação da troça Cariri Olindense

Seis escolas de Olinda estão no páreo

A troça centenária carnavalesca Cariri Olindense realiza nesta terça-feira (09.10), às 14h, a premiação dos vencedores do I Concurso de Redação – “Memória Infantil do Frevo”. Ao todo, foram avaliadas 353 redações de estudantes do 5º ao 7º ano de Olinda e Recife. A cerimônia de premiação contará com a participação da orquestra de frevo Paranampuká, na própria sede da troça carnavalesca, na Rua Cândida Luísa, no bairro de Guadalupe, Olinda. O concurso também faz alusão ao mês da criança.

Seis escolas da rede municipal da Marim dos Caetés estão na final. São elas: Brites de Albuquerque, Santa Tereza, Claudino Leal, Sagrado Coração de Jesus, Lions Dirceu Veloso e Izaulina de Castro e Silva.

O estudante vencedor, além de ganhar um celular, assegura para a unidade  onde estuda a apresentação da agremiação carnavalesca Cariri Olindense. O 2º lugar receberá uma bicicleta ofertada pelo Elefante de Olinda; o 3º ganhará um tablet, doado pelo Guaiamum de Olinda; e o 4º também terá direito a um tablete oferecido pelo Boneco Seu Malaquias.

A comissão julgadora será formada pelo vice-presidente do Conselho Estadual de Preservação de Patrimônio Cultural, Aramis Macedo; o professor de letras da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Júlio Villa Nova; o passista de Frevo, Otávio Bastos; dirigentes da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e de outras instituições.

Cariri Olindense – Fundada em 15 de fevereiro de 1921, a troça é a mais antiga do Carnaval de Olinda.  A instituição surgiu em homenagem a um velho mascate, que vivia no Sertão do Cariri, e vendia ervas medicinais no Recife, representado como um velho com longas barbas ruivas e chapéu de couro. Desde então, o Velho do Cariri, símbolo do bloco, desfila montado em um jumento subindo e descendo as ladeiras abrindo o Carnaval olindense.

You May Also Like