Espetáculo “O Homem de Sambaqui” aporta no Teatro Santa Isabel

O público recifense vai adorar a novidade! Após um hiato de quase dois anos o espetáculo “O Homem de Sambaqui” retorna a capital pernambucana em única apresentação. A encenação trás à tona o retrato da formação do povo brasileiro. A releitura do Brasil atual, e compreensão do nosso passado pré-histórico. Dividido em etapas, a montagem começa com onascimento do “Sambaqui”, sendo retratado a sua organizaçãoenquanto povos primitivos e grupos nômades. Em seguida, transcorre a evolução, trazendo em seu elemento sonoro nossa fauna brasileira; posteriormente, decorre a elementos como: a força e o vigor da figura masculina, a colheita, a fartura, a vaidade e sensualidade da personalidade feminina. Progredindo, a produção vem relendo movimentos próprios da cultura brasileira que despertem através da arte, transformações culturais cautelosas, e que não falsifiquem a nossa identificação. O projeto, que tem assinatura da “Cia Trapiá de Dança”, contou com uma rigorosa investigação através de trabalhos desenvolvidos por antropólogos e historiadores brasileiros, e a obra, que retorna ao Recife no dia 5 de janeiro no Teatro Santo Isabel, promete levar o público a refletir e questionar “O porque somos assim”. A apresentação terá início às 20hs, os ingressos custam R$ 40 (inteira) e 20 (promocional) e podem ser adquiridos no local. O Teatro Santa Isabel fica localizado na Praça da República, 233, no Bairro de Santo Antônio. Maiores informações pelo fone: (81) 9.86216394

Sobre a Cia Trapiá de Dança:

A Cia. Trapiá de Dança foi fundada em 1989 pelos coreógrafos e bailarinos Otacílio Júnior e Valdi Nunes. A proposta foi preservar e tornar conhecida a cultura popular como um todo, e a expressãomusical e corporal do folclore brasileiro especificamente através do estudo das danças populares como linguagens da arte cênica. “Chegança”, “Régia, a Lenda”, “Estrados”, “Visse Menino?”, “Alguém Esqueceu Mestre Vitalino?!”, “Evoé”, “Pisadas e Trupés”, fazem parte do seu repertório. Ao longo desses anos, a Companhia fez centenas de apresentações em diversas cidades dos Estados de Pernambuco, Paraíba, Maranhão, Alagoas, Ceará, Sergipe, São Paulo, Brasília, Paraná.