Baile carnavalesco conta ainda com o Samba do Preto Velho promovendo um grande arrastão no Pavilhão do Centro de Convenções, em Olinda

O ponto de encontro dos heróis e heroínas no Carnaval do Recife acabou de emitir o primeiro sinal e confirmar o Enquanto Isso na Sala da Justiça para 2019. O baile é uma das maiores prévias carnavalescas no Recife e chega a sua 24ª edição, agendado para o dia 15 de fevereiro, no Pavilhão do Centro de Convenções. O evento costuma arrastar os foliões que gostam de frevo e também do rock, pop, música popular brasileira, além da música pernambucana. Para manter a tradição, foram convidados para compor o line-up Jorge Ben, Academia da Berlinda, Francisco El Hombre e Samba do Preto Velho.

O Enquanto Isso na Sala da Justiça completa 24 anos sem perder a sua essência. Os organizadores do bloco escolheram Stan Lee como homenageado da noite. A expectativa é que ainda mais heróis, vilões e escudeiros fieis se caracterizem para curtir o baile que este ano promove um encontro de ritmos entre o samba, a música pernambucana e o som da Francisco El Hombre.

“País Tropical”, “Zumbi”, “Jorge da Capadocia”, “Que Maravilha”, “Taj Mahal” e “Chove Chuva”. Não há quem não conheça ao menos o refrão de uma dessas faixas. Todas são hits de Jorge Ben que volta a Recife com tudo para o baile da Sala da Justiça. O cantor e compositor mistura soul music e samba e vai levar diversos clássicos para os foliões curtirem muito a prévia.

Já a banda Academia da Berlinda, com 14 anos de fundação, é composta por Alexandre Urêa (voz e timbales), Tiné (voz, pandeiro e maraca), Yuri Rabid (baixo), Gabriel Melo (guitarra), Hugo Gila (MicroKorg), Irandê César e Tom Rocha (bateria e percussão). O repertório do show da banda inclui músicas dos álbuns “Academia da Berlinda” (2007), “Olindance” (2011) e “Nada sem ela” (2016), que exploram o cotidiano olindense e mesclam ritmos do continente africano com arranjos da América Latina, em um gênero intitulado pelo grupo de “Olindance”.

Do outro lado, o grupo Francisco El Hombre é novo. Apareceram em line ups de grandes festivais, entre eles o Rock in Rio, e já marcaram presença em palcos em Recife, sempre com bom retorno de público. Eles misturam rock, música mexicana, latina e brasileira desde 2013 e o show ao vivo é uma experiência a parte para os espectadores, já que foi dessa forma que a banda ficou conhecida. A jornada deles começou com apresentações ao vivo em ruas e praças.

Os ingressos para o Enquanto Isso na Sala da Justiça já estão à venda nas lojas Chilli Beans e online através do site Ingresse e custam R$ 70 (meia-entrada), R$ 75 + 1kg de alimento não perecível (social) e R$ 140 (inteira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *