Em duas noites, as apresentações iniciam as comemorações dos 14 anos do Café Theatro

A Aquarela e o Barquinho se encontram no palco do Manhattan Café Theatro em duas noites de um grande espetáculo com dois ícones da Música Popular Brasileira, Toquinho e Roberto Menescal. O encontro acontece nesta sexta-feira (8) e sábado (9), a partir das 21h.

O evento marca o início das comemorações do aniversário de 14 anos do Manhattan. “Pensamos um grande momento, um grande acontecimento, um grande show para comemorar os 14 anos de música de qualidade do Manhattan. Tivemos que mexer alguns pauzinhos, tentar daqui e dali e, enfim, conseguimos juntar no mesmo palco esses dois ícones da MPB. O Manhattan tem a honra de apresentar Toquinho e Roberto Menescal em duas noites para ficar na história do Recife”, afirma Ronald Menezes.

Com mais de 50 anos de carreira, Toquinho nasceu em 1946, em São Paulo, com o nome de Antonio Pecci Filho. Como ele crescia pouco na primeira infância, passou a ser carinhosamente chamado pela mãe de “meu toquinho de gente”. E virou Toquinho, sem que ninguém conseguisse mudar. Foi em 1964, que compôs a primeira letra. “Lua cheia” se constituiria, três anos depois, em 1967, na primeira canção de Toquinho gravada em disco, no LP da RGE, “Chico Buarque de Holanda – volume 2”. Anos mais tarde, Toquinho faria com Chico Buarque mais duas músicas: “Samba de Orly”, com participação de Vinicius de Moraes, e “Samba pra Vinicius”. Em 1969, Toquinho tornou-se parceiro de Jorge BenJor, foi quando compôs a música “Que Maravilha”, primeira música que fez grande sucesso.

Seu parceiro maior, evidentemente, foi Vinicius de Moraes. Dessa união surgiram grandes sucessos como “Tarde em Itapoan”, “O Caderno”, “ A Casa” e a inesquecível “Aquarela”.  Porém, ao longo de sua trajetória musical, teve outros parceiros importantes, com os quais criou músicas que se tornaram sucessos nacionais e internacionais, como Francis Hime, Paulinho da Viola, Geraldo Vandré, Gianfrancesco Guarnieri, entre outros.

Instrumentista, compositor, cantor e produtor, Menescal é um dos pioneiros da bossa nova nos anos 60. Reconhecido por sua importância e contribuição para a música, carrega consigo o Prêmio à Excelência Musical entregue pela Academia do Grammy Latino. Capixaba criado no Rio, Roberto Batalha Menescal nasceu na cidade de Vitória no dia 25 de outubro de 1937. Seu contato com a música iniciou-se por influência de sua família em 1950 quando começou a estudar piano. Alguns anos depois, ganhou um acordeão, que aprendeu a tocar sozinho, até chegar ao violão – principal instrumento da carreira de Menescal. Destacou-se como compositor e foi, ao lado de nomes como Carlos Lyra, Tom Jobim e Ronaldo Bôscoli, um dos precursores da bossa nova. Entre os seus maiores sucessos, as canções “O Barquinho”, “Você”, “Nós e o Mar”, “Bye, bye Brasil” e “Telefone”.

No palco do Manhattan, além apresentarem seus shows, os dois irão compartilhar o palco em alguns momentos. Na primeira noite de espetáculo, Menescal recebe a participação André Rio e Luciano Magno, além de Jotae Jamelão (Sambstar). Nesse novo show, o próprio Menescal já batizou “Bendito sós Vós”, e será acompanhado pela The Voice Catarina Rosa, Angélica Lins, na percussão e Ernali Silva, no Baixo.

ANIVERSÁRIO DO MANHATTAN – As comemorações dos 14 anos do Manhattan não param por aí. No dia 22 de novembro, a casa recebe The Fevers e Anos Dourados, já no dia 23, recebe o vocalista do Titas, Sérgio Britto e a banda Anabela e, mais uma vez, a festa final fica por conta de Elymar Santos, em três dias de apresentação, 28, 29 e 30 de novembro.

SERVIÇO

Toquinho e Roberto Menescal – O Grande Encontro da MPB

Quando: 8 e 9 de novembro de 2019, às 21h

Onde: Manhattan Café Theatro (R. Francisco da Cunha, 881 – Boa Viagem, Recife)

Couvert: a partir de R$ 250 (1º lote)

Informações e reservas: 81. 3325-3372 (www.manhattancafetheatro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *