Definidos os 12 finalistas do Festival Nacional do Frevo

A final do concurso, realizado pela Prefeitura do Recife, será no próximo dia 13 de julho, no Teatro de Santa Isabel. O evento será gratuito e aberto ao público

Foram definidos, na noite de ontem, os quatro últimos finalistas do Festival Nacional do Frevo, concurso musical realizado pela Prefeitura do Recife, r meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, com objetivo de assegurar renovação e fôlego ao gênero musical que é um dos principais pilares da cultura pernambucana.

Foto Divulgação

Na terceira e última semifinal do concurso, prestigiada por artistas como Claudionor Germano, intérprete e sinônimo de frevo, oito candidatos se apresentaram e quatro se classificaram para a final, que será realizada no próximo dia 13 de julho, no Teatro de Santa Isabel.

 Na categoria Frevo de Bloco, foi escolhida para continuar na competição a música No Primeiro Dia do Nosso Amor, de Lourenço Gato e Flávio Souza. Na categoria Frevo de Rua, classificou-se Alvoroçado, de Bené Sena. Claudionor, o Menino do Frevo, deBráulio de Castro e João Araújo, foi selecionada para a final na categoria Frevo Canção. E Primeiro de Maio, de Romero Bonfim, foi classificada na categoria Frevo Livre Instrumental – Autoral.

 Do júri da derradeira eliminatória do Festival, participaram: o pesquisador e saxofonista maestro Spok, o compositor, arranjador e produtor musical Zé da Flauta, o cantor e compositor Almir Rouche, a integrante da Banda Sinfônica e maestrina da orquestra 100% Mulher, Camem Pontes, além do coordenador de Música do Paço do Frevo, Sérgio Gaia.

Foto Divulgação

 Na plateia, parentes dos candidatos dividiam espaço com músicos e apreciadores do mais pernambucano dos gêneros musicais. “Fiquei sabendo do evento por acaso e decidi conferir. Bom demais um festival como esse no museu que é a casa do frevo”, disse o advogado Renan Nascimento.

 Na torcida pelo irmão, que conquistou uma vaga na final, a pedagoga Patrícia de Souza Leão Batista celebrou a iniciativa da Prefeitura do Recife. “O Festival é maravilhoso. Valoriza a nossa cultura e garante espaço para os artistas da terra.”

 Premiação – Para fomentar a cadeia produtiva do frevo, o Festival Nacional do Frevo irá assegurar material de trabalho e palco para os vencedores. Os primeiros colocados nas cinco categorias participarão da grade de programação do Festival de Inverno de Garanhuns 2018 e do Carnaval do Recife 2019 e ganharão ainda uma gravação audiovisual (15 horas em estúdio) da música que defenderam.

 Os segundo e terceiro lugares também participarão da grade do próximo Carnaval do Recife, sendo que o segundo colocado ganhará também uma gravação master da sua música vencedora (10 horas de estúdio). Haverá premiação ainda para o melhor arranjo e o melhor intérprete do concurso, que serão contemplados com a gravação de uma música.

Confira a lista completa dos finalistas:

Categoria Frevo de Bloco
Tempo de Saudade, de Luiz Guimarães

Matando Saudade, de Luiz Gonzaga de Castro

No Primeiro Dia do Nosso Amor, de Lourenço Gato e Flávio Souza

Categoria Frevo de Rua
Adriana no Frevo e Cia., de Parrô Mello

Sapecando, de Marcos FM

Alvoroçado, de Bené Sena

 Categoria Frevo Canção

Sabor de Rum Hortelã Café, de Edinho Queirós

Frevo Bregado, de Eugênio Carlos de Melo Brasil

Claudionor, o Menino do Frevo, de Bráulio de Castro e João Araújo

Categoria Frevo Livre Instrumental – Autoral
Tubarão no Circo, de Zé Freire

Frevo da Amizade, de Ronaldo Batata

Primeiro de Maio, de Romero Bonfim

You May Also Like