Conheça os benefícios do alongamento e quando ele deve ser feito

Entre as várias vantagens que o alongamento pode oferecer, o aumento da flexibilidade é uma das mais conhecidas. Mas se engana quem pensa que o exercício traz apenas esse benefício. O alongamento pode ser dividido em mais de um tipo e ainda pode ter diferentes funcionalidades dependendo de quando é realizado, como antes ou depois do treino, por exemplo. “Antes do exercício o alongamento ajuda a prevenir lesões, porém reduz a força durante o treino. Já se for feito depois, serve para aliviar o estresse do músculo devido à atividade”, comenta Dani Barbie, professora da Cia Athletica.

O uso do alongamento realizado antes do treino ainda está em discussão, mas o que já tem definido é que a melhor forma de evitar uma lesão é através da atividade com quase nenhuma carga, com baixa intensidade, como parte do aquecimento. Já quando realizado após uma atividade, conhecido também como alongamento estático, é aquele quando uma pessoa estica um músculo num tempo aproximado de 30 segundos. Esse pode ajudar também na hipertrofia, já que o tecido conjuntivo está sendo esticado pelo inchaço causado pela atividade, e ao alongá-lo, é duplicado o efeito aumentando seu potencial de crescimento das fibras.

Ainda existem outros benefícios como a melhor da correção da postura, a ajuda no tratamento de dores de coluna como a lombalgia e a cervicalgia, a promoção da sensação de bem-estar através de hormônios como a serotonina e a massagem dos órgãos internos. Com o alongamento é possível estimular os órgãos de maneira suave e segura, o que melhora o funcionamento de cada um deles. “Além de todos os benefícios, a atividade ainda ganha pontos por não ser um exercício de alto impacto, o que possibilita que qualquer pessoa possa fazer, respeitando a performance do seu corpo”, finaliza a professora.

You May Also Like