Concurso para eleição do rei e da rainha do Baile da Pessoa Idosa elege reinado da terceira idade de 2018

Os eleitos à majestade dos festejos de Momo vão desfilar e receber os convidados no 17º Baile de Carnaval da Pessoa Idosa, que acontece no dia 6 de fevereiro, no Classic Hall

Rei e Rainha do Carnaval da pessoa Idosa – FOTO BRUNO CAMPOS

Foram escolhidos, nesta terça-feira (23), o rei e a rainha do 17º Baile Municipal da Pessoa Idosa do Recife. Lúcia Maria de França, de 66 anos, e João Florentino da Silva, de 90 anos, foram os vencedores do 9º Concurso para eleição do rei e da rainha do Baile da Pessoa Idosa, realizado no Shopping Paço Alfândega. Os dois vão desfilar e receber os convidados no baile organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos da Prefeitura do Recife, que será na tarde do dia 6 de fevereiro, no Classic Hall.

Dezesseis mulheres e cinco homens disputaram o posto de majestade do Carnaval da Pessoa Idosa deste ano. A comissão julgadora foi formada pelos músicos Jota Michiles e Nena Queiroga, homenageados do Carnaval do Recife; Bruna Renata Barbosa e Eduardo Normande, reis do Carnaval 2017; além de Rosa de Lima Fonseca, que é membro do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Recife (Comdir). Os jurados avaliaram a coreografia, desenvoltura na passarela e simpatia dos participantes.

FOTO BRUNO CAMPOS

O novo rei é um velho conhecido do Baile da Pessoa Idosa. João Florentino, que era o candidato mais velho entre todos os 21 candidatos à majestade da terceira idade, já foi rei duas vezes – em 2010 e 2017. “Gostei muito da experiência e por isso quis ser rei novamente. Conheci minha namorada no concurso de 2012, quando fomos eleitos reis e até hoje estamos juntos. Saímos para dançar todo fim de semana. Onde tiver música a gente vai”, contou seu João, que representou o Grupo da Terceira Idade Viver Alegra, da Campina do Barreto.

FOTO BRUNO CAMPOS

FOTO BRUNO CAMPOS

A rainha do Baile da Pessoa Idosa de 2012 e 2017, Maria Gilda Gouveia da Silva, 77 anos, passou a coroa para a nova rainha e vibrou com a vitória do namorado. “Vou deixar de ser rainha para virar primeira-dama”, brincou. Já a nova majestade, Lúcia Maria de França, disse que concorreu ao posto de rainha pela segunda vez, depois de participar do baile por cinco anos. “Sou apaixonada por frevo. Ensaiei um pouco em casa, mas fiquei surpresa quando anunciaram meu nome porque tinha muita gente boa. O frevo é muito importante para a nossa cultura e nos transmite muita alegria”.

Os vencedores foram premiados com R$ 3.500 cada. Eles receberam os cheques das mãos da secretária de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife, Ana Rita Suassuna, a da secretária-executiva de Direitos Humanos, Elizabete Godinho. “O concurso e o baile são importantes momentos de lazer e confraternização para as pessoas idosas. É essencial proporcionar a vivência do nosso Carnaval pra esse público, mostrando que não existe idade para participar da folia. A vitória de um rei de 90 anos incentiva os outros idosos a participarem do Carnaval”, disse Ana Rita, comemorando a presença de cerca de 20 grupos de convivência de idosos no concurso.

O compositor Jota Michiles, 74 anos, participou do Concurso para eleição do rei e da rainha do Baile da Pessoa Idosa pela primeira vez. “É uma emoção diferente. Achei um barato ver essa explosão de alegria dos idosos. Os candidatos que estavam aqui hoje comprovaram que não tem idade para dançar frevo. Eu mesmo estou comemorando 50 anos de folia com chave de ouro, sendo homenageado do Carnaval do Recife, que faz o verdadeiro Carnaval de rua do Brasil”.

A apresentação dos candidatos foi ao som da Orquestra Amigos do Frevo. Também houve apresentações dos Passistas da Escola Municipal de Frevo Maestro Fernando Borges, do mestre de Frevo Carlos Loy, entre outros. O concurso e o baile são organizados pela Gerência da Pessoa Idosa do Recife, que é vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos da Prefeitura do Recife, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura/Fundação de Cultura e da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, do Shopping Paço Alfândega e do Instituto Boa Vista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *