A nutróloga Fernanda Mossumez alerta para a necessidade de hidratação e para os cuidados com o que se come na festa

No embalo da festa de Momo, muita gente se esquece de se hidratar, dar atenção a uma boa alimentação e acaba se dando muito mal. É que a combinação de alto consumo de bebida alcoólica e barriga vazia não costuma cair bem. A consequência aparece em pouco tempo: a temida ressaca. Segundo a A Dra. Fernanda Mossumez, Especialista em Nutrologia Funcional, para evitar a chegada desta conhecida indesejada, o ideal é não exagerar no álcool, se manter sempre bem hidratado – intercalando as doses com água – e, sempre manter o corpo alimentado, comendo, pelo menos a cada 3 horas. “Estar de estômago vazio pode fazer com que o álcool se potencialize mais rápido no corpo, por isso, hidratação e alimentação são fatores que vão fazer toda diferença no organismo do folião. Beber água e comer direito ajudar a dar aquela força para festejar bastante, por mais tempo e com saúde.” – explica a médica. “Além da água pura, sucos naturais e água de coco, além de frutas são ótimas pedidas: com estas últimas, a pessoa se alimenta e se hidrata ao mesmo tempo. É melhor deixar de lado as bebidas gasosas, pois elas têm baixo poder de hidratação.” – lembra.

FOME NA FOLIA – Mas no meio do sobe e desce ladeira, como escolher algo para comer? Esta é dúvida de muitos, principalmente dos que têm medo de contaminação das comidas de rua. A Dra. Fernanda ensina: “Evite comer queijos e embutidos, além de não saber da validade, o consumidor não sabe há quanto tempo o produto está exposto”. Ela ainda complementa: “Maionese, ketchup, mostarda e outros tipos de molhos não são muito indicados para comer na rua, a não ser que estejam acondicionados em sachês. Em bisnagas a gente deve evitar, pois ficam fora da geladeira e estragam com facilidade devido às alterações de temperatura, o que pode causar vários tipos de desconfortos e até mesmo uma infecção gastrointestinal.” – alerta. Segundo a Dra. Fernanda, se a opção for mesmo comer na rua, o ideal é procurar alimentos que passem por cozimento ou que tenham menor possibilidade de contaminação: “Tapiocas só de coco, carnes bem assadas e preparos cozidos como escondidinhos e arrumadinhos são opções razoavelmente seguras.” – aconselha.

SE DEU RUIM – Se você exagerou no álcool, acordou de ressaca e quer se recuperar logo para aproveitar todos os dias do Carnaval, a dica é apostar em hidratação e alimentação. “Comer carboidratos – um bom prato de macarrão, por exemplo – dá aquela levantada no nível de energia. Ovos entre seus múltiplos benefícios estão repletos de vitaminas do complexo B. A B6, particularmente, desempenha um papel essencial na recuperação depois de uns goles a mais. O suco de laranja, por seu alto teor de vitamina C e frutose, ajuda o fígado a recuperar as energias.” – ensina e completa: “vitaminar-se, se hidratar e manter uma alimentação equilibrada são os ingredientes ideais para aproveitar o carnaval com saúde.” – encerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *