Novidades da regata foram anunciadas em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (12)

A exato um mês da 31ª Regata Internacional Recife Fernando de Noronha (Refeno), o Cabanga Iate Clube de Pernambuco apresentou, nesta quinta-feira (12/09), em entrevista coletiva, no restaurante Chicama, um crescimento de 80% no número de embarcações em relação à última edição. Os detalhes da partida marcada para 12 de outubro, no Marco Zero do Recife, foram apresentados pelo Comodoro Delmiro Gouveia; o diretor da Refeno, Leonides Alves; o Secretário Executivo de Turismo do Governo de Pernambuco, Antônio Neves Baptista; a Tenente da Marinha Milena de Holanda; e o administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha.

Em 2018, a Regata já havia registrado um crescimento de 25% em relação a 2017. Neste ano, o aumento saltou para 80%. Até o momento 101 barcos estão confirmados no evento representando 13 estados brasileiros, das regiões Nordeste, Norte, Sul e Sudeste, além de outros três países: Argentina, Bélgica e Holanda. O estado com mais veleiros inscritos é São Paulo com 22. Pernambuco conta com 18 embarcações confirmadas. Outro ponto positivo é em relação a quantidade de tripulantes. Esta edição já é a maior em número de participantes. Até o momento 609 estão confirmados, porém, o número deve chegar a 800 até a partida.

Essa crescente vai na contra-mão da atual situação econômica do País e é fruto de um trabalho de planejamento do clube iniciado ainda em janeiro. Uma das ações de marketing utilizadas pela Refeno durante os dois anos da Comodoria de Delmiro Gouveia foi a parceria com grandes competições da vela brasileira, como a Regata de Bracuí, em Angra dos Reis, Aratu-Maragojipe, na Bahia, e Semana da Vela de Ilhabela, em São Paulo.

“A nossa conversa com os clubes náuticos de todo o País começa em janeiro. Com o Governo de Pernambuco e Fernando de Noronha também iniciamos as tratativas no início do ano. Então, todo esse trabalho resultou nesse crescimento. Mesmo com as dificuldades do Governo e a crise no Brasil, a Refeno mostrou força”, comentou o Comodoro.

Diante do crescimento, o número inicial de inscritos seria de 100 embarcações. Porém, no final de agosto, o Cabanga solicitou ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) o aumento no número de participantes. O pedido foi atendido pela instituição e mais 15 veleiros poderão se inscrever na maior regata oceânica da América Latina para percorrer as 300 milhas náuticas, o equivalente a 560 quilômetros, na travessia. “Entendemos que 115 embarcações é um número bom para termos na Refeno. Não queremos superlotar a Ilha nem perder em segurança. Não podemos brincar com o mar.”, completou Delmiro.

A partida este ano será numa data fora do habitual. Até então, os barcos partiam sempre no último sábado de setembro. Em 2019, as embarcações partem para Fernando de Noronha no dia 12 de outubro. O motivo é a lua cheia na chegada ao Arquipélago, no dia seguinte, proporcionando grandes imagens naturais. “Todas as festas da Refeno neste ano serão com lua cheia. Quem for participar da Regata terá a competição, muita festa e grandes imagens. Será uma edição inesquecível”, afirmou o Diretor da Refeno, Leonides Alves.

Em sua 31ª edição, a Refeno terá a disputa nas classes ORC, IRC, RGS, Mocra, Catamarã, Trimarã, Metal, Bico de Proa, Aberta, Turismo e VPRS. Esta última é a grande novidade para 2019. A VPRS (Velocity Prediction Ranting System) tem origem inglesa e já é utilizada nas competições organizadas pela Flotilha Baiana de Veleiros de Oceano (FVOBA) e, agora, pela Flotilha Recifense de Veleiros de Oceano (FREVO). Todas as embarcações participantes deverão estar aptas a realizar a travessia rumo ao Arquipélago de Fernando de Noronha de acordo com os regulamentos da Marinha do Brasil.

PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS
A Refeno contará com uma programação cultural e de eventos na 31ª edição. As festividades iniciam no dia 6 de outubro com a Feijoada Raimundo Nonato Veras. O encerramento, depois de 12 dias atividades no Recife e em Fernando de Noronha, será com a IV Travessia Noronha/Cabedelo e uma confraternização no Iate Clube da Paraíba na chegada, no dia 20 de outubro. Neste período, também, haverá uma série de palestras sobre assuntos referentes ao mundo náutico.

AÇÕES SOCIAIS
Assim como nos dois últimos anos, a Regata promoverá novamente ações sociais e médicas em Fernando de Noronha. Os participantes da Refeno poderão se oferecer a realizar palestras e atendimentos aos moradores do Arquipélago. O Cabanga também fará doações à Escola Estadual Arquipélago Fernando de Noronha e à Creche Bem-me-Quer de materiais higiênicos e esportivos.

30ª EDIÇÃO
Em 2018, a 30ª edição reuniu embarcações de 12 estados, além de Rússia e Grã-Bretanha, com 447 tripulantes no total. Pernambuco teve o maior número de participantes com 16 barcos. E o troféu Fita Azul foi conquistado pelo veleiro pernambucano Paturuzú, comandado por Higinio Luís Marinsalta, que concluiu o percurso em 25h58min12s.

RECORDES
O recorde geral da regata pertence ao Adrenalina Pura. Em 2007, o barco cruzou a linha de chegada em apenas 14h34min54s. Em 2017, a embarcação Camiranga (RS) conquistou o recorde da travessia entre as embarcações monocascos com o tempo de 19h03min18s.

NÚMEROS DA REFENO 2019
– 12 Estados brasileiros representados
– 101 embarcações inscritas
– São Paulo é o recordista com 24 barcos
– 4 barcos estrangeiros (2 da Argentina, 1 da Bélgica e 1 da Holanda)
– 609 velejadores inscritos, com previsão de 800 até a partida
– Pernambuco conta com 18 embarcações

PATROCÍNIOS E APOIOS
A Refeno 2019 conta com o Patrocínio da Heineken e da Empetur. A edição ainda tem o apoio do Arquipélago de Fernando de Noronha, ICMBio, Porto do Recife, Capitania dos Portos de Pernambuco, 3º Distrito Naval, Prefeitura do Recife, Agemar, Armazéns do Porto, Luzeiros, Becker e Spot.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *